Buscar

Conviviendo con la fibromialgia

Es un intento de dar un poco de felicidad a los enfermos de fibromialgia. Un espacio libre de opinión donde todos podemos expresar nuestros sentimientos, vivencias, mejoras, etc.

… e tutte per una!

25 de abril de 2017

Las tres mosqueteras

Buon giorno:

Sono qui ancora una volta per cercare di sprimermi per iscrito, che é quel che mi piace fare, per arrivare a voi dalle lettere dal mio computer.

Una nuova giornata di sole nel quale continuiamo la lotta per andare avanti, come dal resto, fanno tutti. É una bella giornata per essere animati e continuare a caminare, non cé dubbio, ed é cosí che lo vivremmo, faccebdo che sia ancora meglio. Incomminciandolo con un gran bel sorriso le cose andranno molto meglio ed attireremmo a noi la positività. Quindi, a sorridere!

Sta mattina sono andata dal dottore a prendere i risultati dei prelievi e mi ha domandato se avevo qualunque malattía. Al dirgli che ho Fibromialgia, mi rispose levando le mani della tastiera, guardandomi che se c’era qualche altra cosa. Molto bene, per lui non deve essere una malattía o non deve essere importante come per segnarlo nell’informe; ma io continuo col mio sorriso. Per chè? Perche se pure il dottore mi toglie il sorriso, me lo tolgono già tutto e non sono disposta a lasciar di avere un meraviglioso giorno per un tizio di questo tipo.

In un altro ordien de cose, il gruppo di Whatsapp Gran Canaria cresce continuamente e ci siamo già in 21 persone che apparteniamo allo stesso. Fra cafè e cafè ci diamo tanto conforto, animandoci ogni giorno, accompagnandoci e, sopra tutto, ridendo, che é la migliore terapia che cé. Mi emoziona sentire alle altre persone quando opinano la stessa cosa, eppure perche stiamo diventando una grande famiglia di quelle attaccate al telefono. Non cé bisogno di stare sempre presenti fisicamente; talvolta, basta dare un pó di attenzione reale e sincera, senza dover comparire sul posto. Tutte ci abbracciamo, riconfortiamo, ascoltiamo, e tute sappiamo che siamo un pó come i Moschetirei: una per tutte…

Grazie per leggermi: Vi invío baci ed abbracci di cottone e vi prego di condividre per poter aiutare ad altri.

María Díaz – Silvia Abellán (traducción)

…Y TODAS PARA UNA

25 de abril de 2017

Las tres mosqueteras

Buenos días:

Aquí estamos un día más para expresar por escrito, que es lo que me gusta hacer, llegar a ustedes desde las letras de mi ordenados.

Hoy es un día más, un día soleado y un día en el que seguimos luchando para salir adelante; igual que el resto del mundo. Hoy es un día perfecto para animarnos y seguir caminando; hoy puede ser un gran día, no me cabe la menor duda, así que vamos a vivirlo y a hacer que sea aún mejor de lo que puede ser. Si lo empezamos y lo continuamos con una gran sonrisa, las cosas nos irán mejor y atraeremos cosas positivas; así que a sonreír!!!!

Hoy he ido a buscar unos resultados médicos y el doctor me ha preguntado si tenía alguna enfermedad, al responderle que padecía fibromialgia su respuesta fue: quitar las manos del teclado, mirarme y decirme que si alguna otra cosa. Muy bien, para él la fibromialgia no debe ser una enfermedad o no debe ser importante como para escribirlo en el informe; pero yo sigo con mi gran sonrisa; por qué? porque si este doctor también me quita la sonrisa, me lo quita todo y no estoy dispuesta a dejar de tener un maravilloso día por un ejemplar de esas características.

En otro orden de cosas, el grupo de whatssap de Gran Canaria va creciendo, ya somos 21 personas las que pertenecemos al mismo y, entre café y café, no ayudamos muchísimo animándonos cada día, acompañándonos y, sobre todo, riéndonos, que es la mejor terapia que hay. Me emociona porque a medida que he ido conociendo a las personas que pertenecen a este grupo, han comentado lo mismo, y es la familia que se ha ido creando y la cantidad de ayuda que nos damos a través del teléfono. No siempre hay que estar físicamente; a veces, con prestar atención real ayudas y apoyas más que apareciendo en los sitios. Todas nos hemos abrazado, consolado, escuchado, y todas sabemos que somos un poco mosqueteras: una para todas……

Gracias por leerme, les mando besos y abrazos de algodón rogándoles que compartan para poder ayudar a más personas.

María Díaz.

… AND ALL FOR ONE

April 25, 2017

Las tres mosqueteras

Good Morning:

Here we are one more day to express in writing, which is what I like to do, to reach you from the letters of my ordained.

Today is another day, a sunny day and a day in which we keep fighting to get ahead; Just like the rest of the world. Today is a perfect day to encourage us and keep walking; Today can be a great day, I have no doubt, so let’s live it and make it even better than it can be. If we start it and continue it with a big smile, things will go better and attract positive things; So to smile !!!!

Today I went to look for some medical results and the doctor asked me if I had any illness, when I answered that he had fibromyalgia, his answer was to remove his hands from the keyboard, look at me and tell me if anything else. Very well, for him fibromyalgia should not be a disease or should not be important to write it in the report; But I continue with my big smile; why? Because if this doctor also takes away my smile, I take it all away and I’m not willing to stop having a wonderful day for a copy of those characteristics.

In another order of things, whatsap group of Gran Canaria is growing, we are 21 people who belong to it and, between coffee and coffee, we do not help much by encouraging each day, accompanying us and, above all, laughing, which is the Best therapy out there. I am excited because as I have been getting to know the people who belong to this group, they have commented the same, and it is the family that has been created and the amount of help that we give through the telephone. You do not always have to be physically; Sometimes with real attention aids and supports more than appearing on sites. We have all embraced, comforted, listened, and we all know that we are a little musketeers: one for all ……

Thanks for reading, I send kisses and hugs of cotton begging them to share to be able to help more people.

María Díaz.

… e todos por um

25 de abril de 2017

Las tres mosqueteras

Bom Dia:

Aqui somos mais um dia para expressar por escrito, que é o que eu gosto de fazer, vêm para você com as letras do meu ordenado.

Hoje é um dia, um dia ensolarado e um dia em que ainda estamos lutando para chegar à frente; Como o resto do mundo. Hoje é uma alegria dia perfeito e manter a pé; Hoje poderia ser um grande dia, eu não tenho nenhuma dúvida, então vamos vivê-la e torná-la ainda melhor do que ele pode ser. Se nós começamos e continuou com um grande sorriso, as coisas vão melhorar e que vai atrair coisas positivas; assim sorrir !!!!

Hoje eu fui para obter alguns resultados médicos eo médico me perguntou se eu tinha qualquer doença, sofrendo de fibromialgia responder a sua resposta foi: mãos do teclado, olhe para mim e me diga se algo mais. Bem, para ele fibromialgia não deve ser uma doença ou não deve ser importante para escrever no relatório; mas eu ainda tenho a minha grande sorriso; por quê? porque se este médico também me remove sorriso, eu remover tudo e eu não vou parar de ter um dia maravilhoso para obter uma cópia dessas características.

Em outro sentido, o whatssap grupo de Gran Canaria está crescendo, e nós somos 21 pessoas que pertencem a ele e, entre o café e café não ajudam muito torcendo todos os dias, acompanhando e, acima de tudo, rindo, que é a melhor terapia lá. Estou animado porque como eu já conheci pessoas que pertencem a este grupo, ter dito o mesmo, e é a família que foi criado e o montante da ajuda que damos por telefone. Você nem sempre precisa estar fisicamente; às vezes com prestando atenção real e suporte que você apoiar em vez de aparecer nos sites. Tudo o que têm abraçado, confortado, escutou, e todos nós sabemos que estamos um pouco Mosqueteiros, um por todos ……

Obrigado pela leitura, eu mando beijos e abraços algodão implorando ação para ajudar mais pessoas.

María Díaz.

De la loca fibromiálgica

Hola a todas, hoy les quiero compartir un artículo que salió en el diario El Tiempo de Colombia de este pasado domingo, el cual trata sobre la Fibromialgia y el estado de los estudios recientes sobre la misma, debo decirles que me alegra saber que cada día toma más importancia pero a la vez me […]

a través de Fibromialgia (artículo del diario El Tiempo). — La loca fibromiálgica

Cosí, semplicemente.

24 de abril de 2017

quedada mañanera

Buon pommeriggio:

É ben saputo che tutte le cose improsvisate escono bene. Come gruppo, abbiamo già fatto diverse reunioni, ma fin ora non avevamo potuto conoscer ad alquune delle tre donne che però, ci sono sempre sul gruppo di Whatsapp.

Sta mattina, al risveglio, mi sono trovata un messagio delle ragazze nel quale ci si mettevano d’accordo e mi sono presa di buon ánimo decidendo unirmi a loro.

Una delle ragazze, Mabel, é passata a casa a mia per raccogliermi e siamo andate inseme a raggiungere le altre per fare quel bel café. Finalmente connobbi a Nely, Tere e Mónica. É stato stupendo e molto gradevole consocere a chi tante lettere scrivono con soltanto un cellulare. Perfino il clima acompagnava meravigliosamente. Questa é la bellezza di appartenere ad un gruppo di Aiuto ed Apoggio perche pur non sentendotela a causa dei dolori, la nebbia in mente, le vertigini, ci sono sempre delle persone disposte a tenderti una mano, che ti capiscono perfettamente e non ti giudicano. Per noi é diventato un importantissimo supporto nelle nostre vite e cosi lo trasmettimo.

Quedada mañanera 2

Spero che sia durevole nel tempo e che piano piano diventi molto piú grade il número di persone che abbiano voglia di aggiungersi alla nostra rete.

María Díaz-Silvia Abellán (traducción)

ASÍ, SIN MÁS

24 de abril de 2017

quedada mañanera

Buenas tardes:

Bien dicen que lo que no se programa sale bien. Hemos hecho como grupo varias quedadas y no habíamos podido conocer a tres compañeras que siempre están presentes en el whatssap. Hoy, al despertarme, llegó un mensaje donde decían que se iban a ver para tomarse un cortado y, al preguntarles, me animé a ir con las que habían quedado. Por lo visto ayer una de las compañeras lo organizó.

Bueno, me recogió Mabel en casa u fuimos a ese cortado y a un refresco. Conocí a tres personas a las que no había conocido en persona: Nely, Tere y Mónica. Fue estupendo, pasamos un rato muy agradable conociendo más a quienes tantas letras escriben desde un teléfono. Una mañana maravillosa ya que hasta el tiempo nos acompañó.

Esto es lo que tiene pertenecer a un grupo de Ayuda y Apoyo, que aunque te sientas mal por los dolores, por la neblina, por los vértigos o los mareos, siempre tienes una persona pendiente de ti que, además, te entiende y que no te juzga. Para nosotras se ha convertido en un apoyo importante en nuestras vidas y así lo vivimos y lo trasmitimos. Espero que dure mucho tiempo y que cada vez vaya aumentando el número de personas que quieren pertenecer a esta nuestra Red

Quedada mañanera 2

Gracias por leerme, les mando besos y abrazos de algodón rogándoles que compartan para poder ayudar a más personas.

María Díaz

SO, NO MORE

April 24, 2017

quedada mañanera

Good afternoon:

Well they say that what is not program works well. We made as a group several stays and we had not been able to meet three companions who are always present in whatssap. Today, when I woke up, a message arrived saying that they were going to see each other for a cut, and when I asked them, I encouraged them to go with the ones they had left. Apparently yesterday one of the companions organized it.

Well, Mabel picked me up at home or went to that cut and a soda. I met three people whom I had not met in person: Nely, Tere, and Monica. It was great, we spent a very pleasant time knowing more to those who so many letters write from a phone. A wonderful morning since until the time it accompanied us.

This is what has to belong to a group of Help and Support, even if you feel bad for pain, fog, dizziness or dizziness, you always have a person who is aware of you, who also understands and does not Judge you For us it has become an important support in our lives and we live it and transmit it. I hope it lasts a long time and that the number of people who want to belong to this Network

Quedada mañanera 2

Thanks for reading, I send kisses and hugs of cotton begging them to share to be able to help more people.

María Díaz.

Assim, sem mais

24 de abril de 2017

quedada mañanera

Boa tarde:

Bem, eles dizem que programa não funcionam. Fizemos várias hangouts como um grupo e não tinha sido capaz de atender a três companheiros que estão sempre presentes no whatssap. Hoje, quando acordei, ele recebeu uma mensagem onde eles disseram que estavam indo para ver a aceitar um corte e, quando perguntado, eu decidi ir com aqueles que foram deixados. Aparentemente ontem um dos companheiros que ele organizados.

Bem, eu peguei Mabel em casa ou foram para esse corte e um refrigerante. Eu conheci três pessoas que não haviam se encontrado pessoalmente: Nely, Tere e Monica. Foi ótimo, tivemos um grande tempo para conhecer quem muitas cartas escritas a partir de um telefone. Uma manhã maravilhosa enquanto subíamos tempo.

Isto é o que tem de pertencer a um grupo de ajuda e apoio, que, embora se sinta muito pela dor, pela névoa, por tonturas ou vertigens, você sempre tem uma inclinação de vocês que também entende você e não julgá-lo. Para nós, tornou-se um apoio importante em nossas vidas e assim nós vivemos eo que transmitimos. Eu espero que dure muito tempo e ir sempre aumentando o número de pessoas que querem pertencer a esta nossa Rede

Quedada mañanera 2

Obrigado pela leitura, eu mando beijos e abraços algodão implorando ação para ajudar mais pessoas.

María Díaz.

Blog de WordPress.com.

Subir ↑