25 de julho de 2017

hay-que-ser-positivos

Bom Dia:

Ontem eu falei com um amigo que, embora não falar muito frequentemente, quando nós fazemos é muito enriquecedora. Falou sobre como a vida estaremos colocando e retirando situações ambientais, como os seres humanos devem aprender a se adaptar a ele, a fim de sobreviver e não a cair, e nós podemos tomar ou não se adaptar.

Para chegar ao apartamento eu parei para pensar sobre como uma decisão ou outra pode tornar nossa vida mais fácil ou complicado ou simplesmente nossa vida desaparecer para sempre. São palavras fortes, mas são fatos reais. Fatos que devemos considerar para começar-nos para fora da cabeça de pensamentos negativos que geralmente temos e começar a viver a nossa vida a partir da gratidão e positividade.

Não que qualquer um pode pensar em suicídio (não a única coisa que atravessa a mente de pessoas que estão indo quedas), mas é notar que a tomada de decisões do que fazer nestes momentos deve ser bem pensado e tentando fazer em tempos de aumento da sensação de bem estar que temos no dia. Uma série de más decisões pode levar a consequências desastrosas para o nosso corpo e nossa mente.

Falo por certo que algumas pessoas que eu conheço, com a nossa condição ou não, ter confessado meu medo que a vida parou para eles; temem que a vida já não tem os preparou nada de positivo para eles, mas isso não é verdade; vida que sempre tem algo guardado que é dupla face. É como ter várias moedas para nós. De um lado da moeda é a parte negativa do dom que a vida tem para nós e do outro lado é o lado positivo. Nós, como eleitores, são responsáveis ​​para ver o que parte da moeda que escolhemos, e nós somos os únicos que decidem como lidar com a moeda que vem a nós em todos os momentos. Não é fácil, não, mas é o trabalho que desenvolvemos para avançar de uma forma positiva, ou acreditamos que a vida é apenas uma questão de sorte? Eu creio que não; Eu acho que existe sorte, mas temos de trabalhar diariamente a partir a parte positiva do nosso ser a mesma sorte que vemos e decidir ficar com a gente. Sorte existe, mas temos de trabalhar para unir nossas vidas e pensamos que, se damos coisas positivas, coisas positivas que recebemos.

Muitas vezes, especialmente meus filhos, têm me perguntado sobre minhas crenças religiosas e não posso responder de forma muito clara. Eu acredito nas pessoas, acredito no poder que nos une e nos divide, acredite em atrair energias dependendo do que somos capazes de compartilhar, eu acredito cegamente no mundo animal, mas a maioria acredita que os seres humanos são capazes de dar muito mais do que damos uns aos outros; Eu acho que a raça humana é o que pode e deve salvar o mundo; Nós somos os únicos que têm a mão superior e os únicos que podem tornar a vida melhor a nós mesmos e aqueles que nos rodeiam.

Obrigado pela leitura, eu mando beijos e abraços algodão implorando ação para ajudar os outros.

María Díaz.