22 de agosto de 2017

soltar

Bom Dia:

Hoje leio uma frase que me fez pensar muito. É uma frase que eu tinha lido em outras ocasiões, mas hoje consegui encontrá-lo em todas as ordens da nossa vida: “Libertar para ser feliz”.

Sempre que leio essa frase, eu interpretei isso como tendo que ver com o casal, mas hoje percebo que tem a ver com tudo o que vivemos, com tudo o que fazemos, com todos os relacionamentos que temos. Hoje percebi que devemos aprender a liberar até as responsabilidades que estamos adquirindo; Que devemos aprender a deixar as responsabilidades que os outros nos colocam e que, por bondade ou estupidez, assumimos e vamos assumir um fardo adicional na nossa mochila; Uma mochila que chega cheia de ilusões, mas que está a ver cada vez mais carregada de negatividade e tarefas que não queremos perceber.

Nossa condição tem muito a ver com isso. Neste momento, não sabemos o que veio primeiro, se o ovo ou o frango, mas existem fatores comuns que fazem com que aqueles que sofrem esta condição não conseguimos liberar o que é um fardo para nossa vida e nossa saúde e continuar cobrando Com responsabilidades, culpas, tarefas, frustrações, etc. Tudo isso significa que nossa mochila de ilusão e felicidade está cheia de angústia, depressão, ansiedade e desesperança e é muito difícil viver. Assim, não vale a pena avançar, torna-se muito difícil e você perde o desejo de ser para você e para os outros.

Devemos começar a ser inteligentes e cuidar mais do bem-estar, deixando de lado o bem-estar dos outros, embora não seja nossa responsabilidade (exceto aqueles que são dependentes diretos). Nossa felicidade não pode ser negociável e temos a responsabilidade de tornar nossa prioridade. Nossa felicidade é o motor que nos fará andar de forma constante e alegre pela vida, sem medo de cometer erros, porque entenderemos que os erros são a melhor maneira de aprender. Nossa felicidade é o que tornará a nossa auto-estima e permanecer inquebrável do nosso lado e que sentimos a auto-estima, que é que nunca devemos ser infiel. Nossa felicidade será aquela que nos ajuda a tomar decisões saudáveis ​​e responsáveis ​​para nós. Nossa felicidade vem por “deixar ir” de tudo o que nos tem ligado a uma vida de angústia, depressão e ansiedade. Continuaremos vivendo com dor, com certeza! Mas enfrentaremos isso de maneira diferente, porque não estaremos tão cansados ​​de tentar tirar as castanhas do fogo e teremos mais forças para nos dedicarmos.

Obrigado pela leitura, envie beijos e abraços de algodão.

María Díaz.